Romanos 10:1-14

…como ouvirão, se não há quem pregue? —Romanos 10:14

Romanos 9–11

Ao graduar-se no seminário em 1814, Thomas Gallaudet planejava tornar-se um pregador. Contudo, seu chamado para o ministério tomou um rumo diferente ao encontrar Alice, de nove anos, uma menina surda de seu bairro. Gallaudet começou a comunicar-se com ela escrevendo palavras com um graveto na terra.

Ajudar Alice motivou-o a ajudar também outras pessoas. Após consultar peritos europeus e norte-americanos em educação de surdos, ele aperfeiçoou um sistema amplamente conhecido nos dias de hoje, como “linguagem de sinais” (as mãos de uma pessoa transmitem a mensagem). Finalmente, ele estabeleceu a American School for the Deaf (Escola Americana para os Surdos).

A escola de Gallaudet para deficientes auditivos continha um currículo cristão que compartilhava o evangelho e incluía o ensino bíblico. Ele respondera ao chamado para pregar — mas, para um grupo muito especial de pessoas. A linguagem de sinais era a sua maneira de comunicar o evangelho.

Como Gallaudet, nós também deveríamos compartilhar a Palavra de Deus com pessoas em maneiras que elas possam compreender. Caso contrário, “…como crerão naquele de quem nada ouviram? E como ouvirão se não há quem pregue?” (Romanos 10:14). De que maneira Deus deseja que você alcance as pessoas à sua volta?

Não sonegue do mundo a melhor novidade que já surgiu.