Salmo 148

…louvai-o, todas as estrelas luzentes. —Salmo 148:3

Isaías 11–13
Efésios 4

O que o Telescópio Hubble Space, um jardim zoológico e crianças cantando têm em comum? Conforme o ensinamento do Salmo 148, poderíamos concluir que todas elas apontam para a magnífica criação de Deus.

Questiona-se com frequência a ideia de que Deus criou o mundo. Talvez por isso este seja um bom momento para se lembrar do louvor que nós e toda a criação devemos dar ao nosso Pai celestial por Sua magnífica obra.

O Hubble pode nos ajudar nisso por meio das fotos de nosso universo, que são de arregalar os olhos. Cada uma dessas fotos brilhantes destaca as estrelas, que refletem a majestade criativa de Deus. O versículo de hoje diz “…louvai-o, todas as estrelas luzentes”.

Uma visita a um jardim zoológico nos mostra a grande diversidade da vida selvagem que Deus criou. Olhamos para os versículos 7 e 10 e dizemos graças a Deus pelas criaturas do mar, animais silvestres, insetos e pássaros.

E alguns minutos assistindo as criancinhas cantando louvores a Deus sem inibição simbolizam a verdade de que todos os povos da terra devem levantar suas vozes em honra ao nosso Criador (vv.11-13).

Estrelas, animais e crianças: “Louvem o nome do Senhor, porque só o Seu nome é excelso…” (v.13). Vamos nos unir e dar graças por Sua criação. “Louvado seja o Senhor!”

A criação revela o poder de Deus.